Dizendo Elisa Lucinda

A minha amiga Ecilda Freitas me ensinou a amar Elisa Lucinda… Também acho impossível não amar essa mulher. Hoje gravei um poema dela, o Lambe Lambe. Li, é claro, sem alterar o gênero.

Anúncios

Amizade eterna como Deus

Imagem

Eita que esse, assim como outros que já tive, vai ficar pra sempre. Amo muitomuitomuito esse grupinho que, vendo agora, é um quinteto. Ana Karolina (a louca que me assedia. Estou devendo a ela uma cartinha, mas não sei escrever por encomenda. Mas a amo verbalmente, palavras servem apenas para eternizar ou, como ela costuma fazer com as cartinhas que recebe, plastificar pra ficar pra sempre.); Luuly’s Barros (a que quer me ver bem, sempre. Reclama porque eu durmo e dorme logo em seguida. Pura filosofia do sujo falando do cagado. Uma amiga que tanto amo, que nunca fica off no meu chat.); Elivelton Alves (o que acha graça em tudo que eu falo. Por exemplo, se eu falar: ‘o Papa pariu’, ele ri. Ele já me espancou, já me arranhou. Mas valeu, já cicatrizou, benzinho – há algo mais meigo que ‘benzinho’? Amo tudo aquilo que deixa marca); Yasmim Haissa (a que abraça toda hora e não hesita em trocar afeto. Amiga fofa que mora no meu coração sem pagar aluguel – amo dizer isso -, de verdade e com relação à ela mais ainda. I love she♥) A amizade e o assédio sãos os laços (grosseiramente as cordas) que nos ligam, nos prendem. Ainda bem… Peninha que não é a palavra. Eu ♥ vocês. 🙂

Meu DNA está triste

Imagem

Olhar de tristeza num dia colorido e alegre. Me lembrei agora do que uma vez me falou Sandro, citando uma frase do Machado de Assis: ‘o mundo é da cor dos nosso olhos’. Achei essa frase tudo! O céu pode está lindo, mas se você por dentro estiver triste, o céu será feio e tudo em sua volta idem. Adélia Prado escreve que dor não é amargura e que sua tristeza não tem pedigree… De onde vem essa tristeza toda, hein João?! Sabe que não sei. Nesse dia da foto, só pra relatar, eu disse muita poesia e ri demais… Mas triste do mesmo jeito. A verdade é que tenho que fazer análise. Mas ainda digo pros que convivem cara a cara comigo: minha programação é curta e às vezes de meia-noite fica fora do ar, mas se você não me quer mais como amig@ muda no dedo de canal. Valorizo sim a amizade, mas não sou (ainda) Sky. Posso, talvez, ser aqueles canais com pouca produção onde é provável ter mais gente vendo as câmera de segurança do stúdio do que o que passa na íntegra… Mas é isso mesmo… Amizade é isso! (Sky, TV é isso!).

JOÃO GOMES