Dizendo Elisa Lucinda

A minha amiga Ecilda Freitas me ensinou a amar Elisa Lucinda… Também acho impossível não amar essa mulher. Hoje gravei um poema dela, o Lambe Lambe. Li, é claro, sem alterar o gênero.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s