Da minha ausência

minha produção poética(?) muda bastante quando eu me afasto das redes sociais. em breves comentários de status limito assuntos que poderiam vir a ser poemas e não o são. sei que aqui também me inspiro muito, só que pouco para o muito que posso atravessar sozinho sentindo a mim e ao outro. assim vou passar a me afastar do FB e, de enxerido, no wordpress só passo pra postar o que acumulo no bloquinho de mão. muita gente diz que eu loto a página inicial com muita merda. então, sei que não farei falta e na ausência vou me limitar ao vaso. como escreveu aymmar rodiguéz, vou cagar alguns poemas. fedidos e por consequente humanos que todos venham a se enojar. só.
 
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s