No lançamento do ‘Baba de Moço’

Cleyton Cabral, eu e Cícero Belmar dando risadas com o “Moço”.

A amiga Sonia Gemir e eu chupando bonitinho.

Selecionei esse do livro:

desfrutável
Aymmar Rodriguéz

a buceta de adolfo
é uma melancia
no orifício
cuidadosamente feito
ele inunda sementes
e sais minerais
a cabritinha morreu
a mulher fugiu com outro
a vizinha aceitou jesus
– porra, melancia também se come!

* buceta com u, pois não é caixinha de rapé.

(do livro Baba de Moço)

Quer adquirir o “Baba de Moço”, do pernambucano Aymmar Rodriguéz?
Veja aqui: http://babecomigo.weebly.com/

Diário da queda, de Michael Laub

Imagem

um dos melhores livros da literatura contemporânea que eu li até agora. o autor, além de ter um escrita inovadora e elegante, ele trabalha a questão da identidade. cria uma história com a comum  pergunta ‘como o indivíduo se torna aquilo que é?’. na conclusão do livro, terminei quase agora, pontuo que a construção da nossa identidade se estabelece com a nossa relação com os outros. não estou muito chocado com o desfecho porque o autor já vinha me preparando desde o começo e, assim o sendo, me assustando desde a primeira página com seus relatos.